quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Paternidade

É impressionante que a maioria das pessoas que são ateus, não tem filhos. E isso é totalmente compreensivo, pois o milagre de uma gestação, o milagre do nascimento, é algo que a ciência, por mais que tente, nunca vai conseguir reproduzir, nem explicar.
Ontem tive uma experiência linda. Vi, pela primeira vez, o (a) meu (minha) nenê... Já está toda formadinha, com o narizinho, os ossinhos, os pezinhos e os bracinhos se mexendo... tudo lindo... O médico disse que ainda não dá para ter certeza do sexo da criança, mas disse que acha que é menina, mas o mais importante é que vai vir perfeita.
Quase chorei na hora que vi... Uma emoção só comparável quando o Tutu, meu outro filho, fala que me ama!
O vídeo ficou com problemas, vou tentar arrumar e colocar aqui, se alguém ver meu blog...
Obrigado, Deus, por, mesmo sem merecer, ter me dado este momento ao lado da mulher que eu amo. Te amo, Paulinha! Venha o que vier, sei que teremos uma família feliz se ficarmos ao lado de Deus.