sexta-feira, 6 de abril de 2012

E se... I

Faz tempo que não escrevo nada. Andei um pouco afastado das mídias sociais. Praticamente estava de luto pelo Orkut.
Mas agora o Orkut é passado, e já existem novas redes sociais que nem conheço e nem sei pra que servem.
Tentei usar o Facebook, mas o achei um fofoqueiródromo. Twitter eu até tenho, mas quase não uso. Sou praticamente um Neandertal do silício, mas gosto de pensar que escrevo algo de útil. Algo para as próximas gerações tenham idéia do nível de idiotice que praticamos no século XXI
Estava passeando pela rede, quando me lembrei do meu blog, e pensei que seria a hora de voltar a escrever nele. Não que vá sair algo de útil, mas pelo menos expressarei aqui o meu super ego... ou não!

Um bom texto começa por um bom título. Ele que vai fisgar a atenção do possível leitor. Hoje em dia as pessoas vivem correndo de uma página pra outra, com um monte de abas abertas com uma quantidade enorme de sites que ficas pulando de um para outro enquanto o site que queremos entrar não carrega. E é nessa correria que um bom título se mostra importante. Ele que vai fazer o leitor parar e passar mais que seus 20 segundos habituais por páginas. E como eu não tenho nenhum bom título, coloquei um que indica probabilidades. Coisas que poderiam ser, mas por algum motivo não são. E com o algarismo romano I, o que dá a entender que esse assunto terá uma continuação, o que está em moda no mundo atual, com essa mania de hollywood por trilogias, quadrilogias e afins. Afinal, a última coisa inédita que foi inventada, foi Deus que criou, e depois disso, só copiamos e modificamos.

Vamos ver se essa tática dá certo e se o número de frequentadores aumenta, com mais comentários...


Se aumentar... quem sabe?!?!?

Até!