sexta-feira, 15 de abril de 2011

Armas, politicos e afins!


Hoje li um texto do meu amigo Gollum (http://nadasobremuito.blogspot.com/) sobre armas e resolvi colocar outro ponto de vista.

Que nossos políticos só fazem algo em causa própria até minha vó morta há 32 anos sabe disso, mas o debate de se liberar ou não a venda de armas não pode se restringir a "honestidade" de nossos representantes.

Tenho certeza que proibindo venda de armas não diminuirá os crimes, nem as mortes causadas pelos mesmos, mas diminuirá os acidentes.

Não vejo a proibição do comércio de armamentos de fogo como um passo para acabar com a criminalidade, mas como um passo para diminuir algo que pode ser evitado, mas muitas pessoas por N motivos tendem a se esquivar da sua responsabilidade.

O assaltante vai continuar armado, assim como a nossa força policial - em sua maioria corrupta - e também os nossos políticos. Mas diminuirá a chance do meu filho pegar uma arma que escondo (não tenho arma, e nem quero ter, é só um exemplo) e atirar em um amiguinho porque está brincando de polícia e bandido, ou bandido e bandido nos tempos de hoje. Diminuirá a chance de eu pegar a mardita e estourar a cabeça da minha esposa (ou vice-versa) em um acesso de fúria. Diminuirá a chance de, em um momento de crise, eu pegar a ceifadora e estourar meus miolos porque desisti da vida!

Acho que com esses fatos, já são motivos suficientes para tirarmos um momento para refletir sobre o que é melhor pra nós e não para os governantes.

Não é porque estamos em estado de choque que seremos usados, mais uma vez, por quem deveria nos representar. Vamos pensar por nós mesmos e decidir o que NÓS temos como correto!

3 comentários:

  1. apesar de não concordar totalmente, concordo que temos condições e o direito de escolha de nosso futuro, porém assim como a decisão relativa à liberação ou não das armas, gostaria de ter o direito de escolha para outros assuntos, como por exemplo: se eu quero ou não que o voto seja obrigatório, se eu quero ou não escolher meu candidato, ou melhor ainda (algo que nunca foi posto em pauta) se eu quero ou não que todos os votos dos parlamentares sejam abertos.
    a única coisa que me entristece é que os nossos "representantes" brincam com nossa cara todo o dia, nos tratam como idiotas, e sabe o que é pior, grande parte do povo realmente se faz de idiota...
    a propósito, Gollum é seu passado!!! kkkkkkk

    ResponderExcluir
  2. Bom dia
    Gostei do texto, mas felizmente a maioria da força policial não é corrupta. Sou pai de família, policial e cidadão. Procuro dar os melhores exemplos pro meu filho. No modelo atula a polícia é comandada pelos governadores eleitos pelo povo, os Comandantes Gerais são subordinados diretamente aos Governadores. Realmente a força policial sofre do mesmo mal da sociedade como um todo, pois todos os policiais são retirados da sociedade a qual servem, portanto são acometidos dos mesmos "males" o que nos diferencia é a educação dada pela família, é a construção sólida dos valores ainda na infância e em menor escala na adolescência, e isso meu amigo está cada vez mais raro com a degradação da família. Que Deus te abençoe. Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, Luciano, como respondo rápido... Só 3 anos...
      Quero crer mesmo que a maioria da forca policial não seja mesmo corrupta, mas são vítimas de um sistema que é. Onde moro, extremo leste de São Paulo, os próprios policiais dizem para não ligarmos para eles pois os traficantes sabem que os de dura.
      E isso não é apenas um privilégio meu, existe em todo lugar.
      Cabe aos que são honestos derrubarem esse sistema que só os prejudica, pois as vezes um morador que é prejudica prefere buscar ajuda de um bandido porque não espera nada de bom vindo da polícia.
      Continue sendo luz onde quer que vc for! Fique com Deus!

      Excluir